Lanzamiento de la Red Informativa de Genocidio y Derechos Humanos

La Fundación Luisa Hairabedian presenta la Red Informativa de Genocidio y Derechos Humanos que tiene como objetivo informar sobre congresos, actualidad, seminarios, publicaciones, conferencias, bibliografía y postgrados relacionados a Ciencias Sociales, Estudios sobre Genocidio, Diáspora Armenia y temáticas afines

domingo, 28 de julio de 2013

IMPORTANTE OBRA ACADEMICA CON LA PARTICIPACIÓN DE HEITOR LOUREIRO

É com enorme satisfação que noticio o lançamento do livro "Conflitos armados, massacres e genocídios: constituição e violações do direito à existência na era contemporânea" (Belo Horizonte: Fino Traço, 2013), organizado pelos professores Rodrigo Medina Zagni e Andrea Borelli, para o qual contribuíram importantes estudiosos dos conflitos e morticínios na era contemporânea. Eu tive o prazer de escrever o segundo capítulo sobre o Genocídio Armênio.

Já é possível encontrar a obra nas principais livrarias bem como comprá-lo via internet, pelo próprio site da editora no link: http://www.finotracoeditora.com.br/livros/ZA1609/9788580541168/conflitos-armados-massacres-e-genocidios-constituicao-e-violacoes-do-dire.html 

Vamos realizar o lançamento do livro na USP, em evento que ocorrerá nos dias 2 e 3 de setembro e que está ainda em fase de estruturação. 

Seguem mais informações sobre a obra:

Conflitos armados, massacres e genocídios: constituição e violações do direito à existência na era contemporânea é resultado de um esforço coletivo realizado por pesquisadores das mais diversas áreas das Ciências Humanas e Sociais, que têm se dedicado aos problemas da guerra e da paz, dos morticínios e de demais problemas decorrentes dos conflitos armados na era contemporânea, como deslocamentos populacionais, as condições de refugiados de guerra, a atuação das organizações internacionais, do Tribunal Penal Internacional, das organizações não-governamentais de ajuda humanitária, a atuação do terrorismo internacional etc.
Produzindo seus estudos a partir de distintas áreas de conhecimento e ambientes institucionais, nesta obra diferentes olhares possibilitam uma compreensão mais abrangente acerca de processos complexos e que refundam as sociedades humanas a partir da destruição e reconstrução de suas teias de sociabilidade, a partir do pior e do melhor que a condição humana pode dizer de si mesma.

Nesta obra, diferentes olhares de autores cuja composição é inter e multidisciplinar, trabalham com o espinhoso tema dos conflitos armados, processos morticidas e genocídios que tiveram curso na era contemporânea, trazendo para o leitor um panorama geral do que foi, nessa perspectiva, o período que se estende da Grande Guerra, em 1914, até o presente, e cuja maior parte (de 1914 a 1989) foi caracterizada por Eric Hobsbawm como uma "era de catástrofes".

Trata-se de uma proposta temática de extrema relevância fundamentalmente porque o período tratado foi palco, além de inúmeros conflitos localizados, de duas guerras mundiais e nas quais tiveram lugar dois genocídios paradigmáticos: o Genocídio Armênio e o Holocausto Judeu, e cujo término foi marcado pelos ataques morticidas a Hiroshima e Nagazaki; as quatro longas décadas de Guerra Fria, que impôs à humanidade reais possibilidades de destruição civilizacional e que, na forma das ditaduras militares que varreram o Cone Sul, apresentaram ao mundo o fenômeno brutal do "terrorismo de Estado"; bem como aos conflitos étnico-nacionalistas dos Bálcãs à África, onde se reinventou, por exemplo, o estupro como arma de guerra, e Oriente Médio, onde segue irresoluto o conflito israelo-palestino.
Em um mundo convulsionado por crises sistêmicas, amargando o perigo de um conflito termo-nuclear, onde conflitos étnicos se agudizam e fundamentalismos (dos Estados a atores não-estatais) desvelam a ausência de interlocutores para os necessários processos de paz, é preciso revisitar nosso passado recente a fim de identificarmos em distintos processos morticidas padrões referenciais que nos possibilitem compreender o mundo contemporâneo, pré-requisito essencial para ultimar qualquer projeto de transformação social. 

Com este escopo, visitaremos os mais dramáticos eventos que marcaram o séc. XX: o Genocídio Armênio (de 1915 a 1923); o Holocausto Judeu (de 1938 a 1945); as bombas de Hiroshima e Nagasaki (em 1945); as ditaduras militares no Cone Sul (durante as décadas de 1960 e 1970); o Genocídio de Ruanda (em 1994), o Genocídio de Srebrenica (em 1995); o conflito Israelo-Palestino (de 1947 até o presente); e as violações de direitos perpetradas no contexto de “Guerra Preventiva ao Fundamentalismo”, levada a cabo pelos Estados Unidos após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Sumário:

APRESENTAÇÃO
Rodrigo Medina Zagni e Andrea Borelli

CAPÍTULO 1 - NÃO MATARÁS! 
Mara Selaibe

CAPÍTULO 2 - GENOCÍDIO ARMÊNIO (1915-1923): MASSACRE, DEPORTAÇÕES E EXPROPRIAÇÃO
Heitor de Andrade Carvalho Loureiro

CAPÍTULO 3 - AS PROFUNDEZAS DO INTANGÍVEL: RELAÇÕES ENTRE O ANTISSEMITISMO RELIGIOSO E O ANTISSEMITISMO CIENTÍFICO NA JUSTIFICATIVA NAZISTA PARA A SHOA 
Rodrigo Medina Zagni

CAPÍTULO 4 - O UNIVERSO CONCENTRACIONÁRIO NAZISTA DE 1933 A 1945 E A IMPLEMENTAÇÃO DA “SOLUÇÃO FINAL DA QUESTÃO JUDAICA”, 1941-1945 
Ania Cavalcante

CAPÍTULO 5 - A PERSEGUIÇÃO E O GENOCÍDIO DE CIGANOS DURANTE O HOLOCAUSTO 
Ania Cavalcante

CAPÍTULO 6 - UM CRIME SEM NOME: RAPHAEL LEMKIN E O DESENVOLVIMENTO DO CONCEITO DE GENOCÍDIO
Andrea Borelli

CAPÍTULO 7 - O DR. FANTÁSTICO E AS ARMAS NUCLEARES NO SÉC. XX 
André Lopes Loula

CAPÍTULO 8 - TERRORISMO DE ESTADO NO CONE SUL: ALGUMAS APROXIMAÇÕES PARA O ESTUDO DE UMA VIOLÊNCIA DE NOVO TIPO NO SÉCULO XX 
Oscar Destouet

CAPÍTULO 9 - A NOVA GUERRA DOS CEM ANOS 
Samuel Feldberg

CAPÍTULO 10 - ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O GENOCÍDIO EM RUANDA 
Flávio de Leão Bastos Pereira

CAPÍTULO 11 - O GENOCÍDIO EM SREBENICA 
Flávio de Leão Bastos Pereira

CAPÍTULO 12 - OS LIMITES DO COMANDO NA GUERRA PREVENTIVA AO FUNDAMENTALISMO 
Antonio Roberto Espinosa

CAPÍTULO 13 - DE ÁSIA CENTRAL A ORIENTE MÉDIO: UM CENÁRIO CONTINUADO DE CRISE E DE CATÁSTROFES 
Osvaldo Coggiola



No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada